Peixe Dourado – Características, Alimentação, Reprodução


O peixe dourado é muito apreciado pelo seu sabor. É um peixe de escamas, em que cada escama possui um risco preto no meio que formam linhas longitudinais da cabeça a cauda. Sua coloração é dourado (e por isso recebe o nome de peixe dourado) com reflexos avermelhados.

O peixe dourado apresenta dimorfismo sexual. Isso significa que os machos são menores que as fêmeas, e que também possuem espinhos na nadadeira anal que não são encontrados nas fêmeas.

Peixe Dourado

Características do Peixe Dourado

O peixe dourado pertence ao gênero Salminus e é um peixe de água doce. Possui um corpo comprido lateralmente e maxilar inferior proeminente. Seu tamanho varia entre 70 a 75 cm, sendo que o seu habitat influencia no seu tamanho e peso, que em média é de 6 a 7 kg na Bacia do Paraguai, no Pantanal.

Mas, em outros lugares pode pesar bem mais, como é no caso das Bacias do Prata e do São Francisco, em que podem chegar a pesar até 20 kg. O peixe dourado vive em média 15 anos. Peixes dourado mais velhos podem chegar a pesar até 25 kg alcançando 1 metro de comprimento. É um peixe muito grande e muito procurado por pescadores. Sua cabeça é grande, sendo que possui uma boca que ocupa metade da cabeça, cheio de caninos em forma cônica.


Coloração do Peixe Dourado

De acordo com o crescimento, a coloração começa ficar amarelo dourado, com alguns reflexos avermelhados. Aparecem manchas na cauda e estrias nas escamas, como você pode observar na foto.

A coloração da parte inferior do corpo do dourado clareia gradativamente, onde as caudas e barbatanas apresentar uma leve coloração avermelhada.

Alimentação e Reprodução

O peixe dourado é carnívoro, vivendo exclusivamente de outros peixes pequenos, como lambaris ou piais. A alimentação é facilmente encontrada nas corredeiras e nas bocas de lagoas, principalmente durante a vazante, em que ocorre a migração desses peixes para o canal principal.

Participam da Piracema, em que eles se viajam até 400 km contra as correntezas, em média 15 km por dia. Eles fazem esse trajeto para fazer a desova nas cabeceiras dos rios, por que nesses locais as águas são mais limpas. Assim, os alevinos terão mais chances de sobreviverem.

A construção de barragens nos rios do Brasil provocou a redução considerável do peixe dourado. Isso diminuiu em muito o número de peixes dourados existentes.

Curiosidades do Peixe Dourado

  • No ano de 1163, com a abundância de peixes dourados, eram feitos cruzamentos para que surgissem outros com características desejadas. Esses procedimentos foram feitos ate o século 16, resultando em 250 novas variedades de peixes. Algumas são: cometa, cauda de veu, celestial, olhos de bolha, escama de pérola, telescópio, pompom, duas caudas (ou cauda de leque), cabeça de leão, peixe ovo, olho de dragão e cabeça de sapo.
  • Como são abundantes na natureza, eles estão presentes em laboratórios para pesquisas. São observados seu poder de percepção e sua visão. Já que eles possuem quatro receptores de cores, um a mais que os humanos, e podem ver luzes ultra-violetas, é importante que seu funcionamento seja avaliado.
  • Uma das vantagens de criar esse peixe em cativeiro é o crescimento acelerado que ele possui, em um ano pode chegar a 2 kg. Os machos podem ter até 5 kg, e as fêmeas podem chegar a ter um peso maior que 20 kg.

Gostou desse artigo? Dê seu voto!

(4 votos, média: 3,75 de 5)

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente!
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *