7 dicas para adestrar seu pet


Muitas vezes, devido à correria do dia a dia, sentimos a necessidade de ter um animal de estimação para que ele nos faça companhia. Convenhamos: Eles são os melhores companheiros e amigos nos momentos bons e ruins.

Entretanto, cada bichinho se comporta de um jeito, e o que você não sabe é que eles são temperamentais assim como nós, seres humanos. Claro que há algumas raças fáceis de treinar e outras que exigirão mais trabalho, porém, com paciência e fazendo do modo correto, seu amiguinho dará muito orgulho.

Uma hora ou outra você sentirá a necessidade de adestra-lo. Mas deve se perguntar: Como fazer isso? Adestrar deve ser tão difícil! Mas calma, nós vamos te ajudar e dar dicas de como dar início ao processo sem passar por situações estressantes.

1 -) Leve-o para conhecer o pet shop

Quando se tem um animal de estimação, é necessário ter alguns cuidados periódicos, entre eles: o banho, a vacinação e a tosa. Sim, para eles são os momentos mais terríveis, por isso é importante que você o leve no pet shop antes, para que ele comece a se ambientar no local. Conquistando essa confiança, as coisas ficam bem mais fáceis.


2 –) Delimitar um espaço para escovação

Os papais e mamães de gatos e cachorros peludos, sabem o quanto é difícil a hora da escovação. Geralmente eles ficam inquietos e tirar os pelos em excesso torna-se quase que uma missão impossível.

Tente fazer este processo sobre um tablado ou mesa, isso acaba estimulando mais áreas do corpo dele, do que se estivesse no chão. Conforme for escovando, vá o induzindo a ficar sobre a área delimitada.

3 -) Necessidades fisiológicas no lugar certo

Ensiná-los a fazer as necessidades na caixinha de areia ou no tapete higiênico, talvez seja uma das tarefas mais difíceis quando você decidir adestrar seu pet. Mas para tornar esse processo menos desgastante, utilize o reforço positivo. Se ele se comportar bem, dê a ele uma guloseima, dessa forma, o estímulo o condicionará a repetir esses atos.

4 -) Comunique-se com seu animal de estimação

adestrar cachorro

Quando sentir a necessidade de adestrar seu pet, é essencial que você não repita apenas o comando que ele deve obedecer. É preciso que o hábito de corrigi-lo seja adquirido quando ele não se comporta da maneira correta. Seja firme quando emitir algum comando para ensinar um comportamento específico.

Um exemplo prático: Se estiver tentando mostrar a ele que não se deve pular nas pessoas, ao mesmo tempo você não pode brincar, caso o mesmo pule querendo atenção. É difícil resistir, mas ainda é a melhor forma de dar início ao processo de adestramento.

5 -) Ensine ao seu pet que você é o líder

Cachorros possuem essa tendência. As espécies selvagens se juntam em matilhas que seguem a uma determinada hierarquia, acredite. Quando for adestrar seu cachorro, é fundamental que ele perceba que você é o líder. Então ele deve compreender que lhe deve submissão.

Em momento algum demonstre sinal de medo caso ele reaja, demonstre firmeza em suas atitudes. Ao treinar os exercícios de adestramento, não permita que seu animal interrompa o procedimento, siga consistente nas atividades.

6 -) Tome cuidado ao esboçar reações

Para que ele não desenvolva o hábito de ficar latindo, evite esboçar reações se ele emitir sons quando for filhote. Assim você evitará conviver com um cachorro barulhento.

7-) Ensinando a não latir com frequência

Se ele já for adulto e estiver condicionado a latir, leve-o em um local que ele não goste, como por exemplo, em cima de uma mesa. Depois que ele parar, retire-o e faça carinho. É dessa forma que ele vai compreender que não consegue o que quer se continuar latindo. Mas atenção: cães acima dos três anos dificilmente têm esse comportamento modificado, por este motivo, comece a adestrar seu bichinho desde filhote.

É hora de adestrar

Essas dicas prometem lhe ajudar no início do processo de adestramento. Entretanto se sentir algum tipo de dificuldade, é extremamente importante que você recorra a um adestrador profissional. Isso porque ele possui técnicas específicas devido à experiência ao longo dos anos.

Não hesite em contratar um especialista para lhe auxiliar, adestrar um pet exige muita paciência e dedicação. Pode ser que a correria dos afazeres cotidianos não permita que você tenha tempo o suficiente para exercitar algumas práticas essenciais.

Aos poucos seus comandos começarão a ser atendidos, basta ter calma e oferecer reforços positivos sempre que seu pet se comportar de maneira adequada.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *