Pirarucu é o maior peixe de escamas de água doce do mundo


O pirarucu é encontrado nos rios da Amazônia, podendo chegar a 3 metros de comprimento pesando até 250 quilos! Seu nome vem de dois termos indígenas pira, “peixe”, e urucum, “vermelho”, devido à cor avermelhada de sua cauda.

Vive em águas pobres em oxigênio. Mas, possui uma bexiga natatória que funciona como um pulmão que lhe permite subir na superfície para respirar o oxigênio do ar.

Mesmo sendo um peixe muito grande, o pirarucu consegue percorrer uma longa distância em terra firme nas épocas de seca, à procura de água.

É um animal onívoro. A dieta do pirarucu é composta por peixes de água doce de pequena dimensão, caramujos, areia, lodo, pequenas tartarugas e até mesmo cobras.A fêmea chega a pôr mais de 10.000 ovos, mas a função do macho é cuidar de todos esses ovos por aproximadamente seis meses.

Pirarucu corre risco de Extinção

A espécie corre risco de extinção devido a pesca predatória que vem sendo muito praticada ao longo dos anos. Pois, a  sua taxa de reprodução natural é insuficiente para repor o número de pirarucus que vem sendo pescados. É conhecido como o bacalhau da Amazônia devido ao sabor e qualidade da carne, quase sem espinhos.


Embora outras fontes de estudos mostram que existem peixes maiores que o pirarucu que podem viver em água salgada e doce, o pirarucu é o maior peixe de escamas que vive somente em água doce.

De acordo com uma matéria da Mundo Estranho, da Abril, os dois maiores peixes de água doce estão no Brasil. São a Piraíba e o Pirarucu. A principal diferença é que a Piraíba é de couro e o Pirarucu é de escamas. Ambos tem em média 2,30 m de comprimento.

Por possuir a capacidade de respirar o ar atmosférico diretamente na superfície da água, o pirarucu torna-se uma espécie potencial e adaptada à criação em tanques artificiais. É através de projetos desse tipo que os órgãos ambientais tentam preservar a espécie. E também abastecer o mercado de pescado de carne de pirarucu.

Escrito por Laise Souza

pirarucu corre risco de extinção


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

(2 votos, média: 4,00 de 5)

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente!
Loading...