Férias e Viagens com Animais – Levar ou Não o nosso bichinho?

Verão chegando e junto com ele as férias de final de ano. As tão sonhadas férias englobam várias coisas e dentre elas o que fazer com nossos bichanos!
Engraçado pensar que muitas pessoas deixam de sair, de viajar por causa dos animais e preferem não causar o estresse do ambiente diferente. Embora isso ocorra bastante, temos outro grupo que não vai à lugar nenhum sem os bichanos.
Cães e gatos têm comportamentos diferentes quando o quesito é viajar!
Pássaros, peixes, tartarugas e outros, não sofrem tanto com a ausência do dono, quantos cães e gatos!
Cachorros e gatos são animais domésticos dependentes 100% do dono e de sua companhia. Eles são mais sensíveis a longos afastamentos e muitas vezes entram em depressão e alguns morrem.

Quando decidimos por ter animais, temos que ter em mente que eles têm sentimentos. Além disso, eles vivem muitos anos e temos que pensar nas privações que teremos que passar por eles.

Vou Tirar Férias – Levo ou Não meus Animais?

Essa resposta é tão complexa, porque engloba diversos fatores!
1- As pessoas com quem vai ficar, gostam de animais? Porque esse pode ser um transtorno que deve ser bem pensado.
2- O lugar para aonde você vai, aceita animais? Cobra pela estadia deles? Eles vão arrumar um canil, gatil ou vai ficar no seu quarto?
3- A forma que você vai viajar, de carro, de ônibus de avião? O carro é o mais fácil de todos, mas não se esqueça do cinto de segurança que é muito importante para a segurança de todos!
O ônibus exige uma serie de atributos para que você possa viajar com seu animal. Se o animal for de porte grande ou gigante eles não permitem! Filhotes, animais de pequeno e médio porte, só têm permissão para viajar no ônibus se a carteira de vacinação estiver em dia, tem que ter tomado a vacina de raiva, com pelo menos 1 mês de antecedência ao dia da viagem. Necessita de um relatório ou atestado de um médico veterinário dizendo que o animal é saudável, não possui doença infecto-contagiosa, verme ou nenhuma enfermidade. Eles exigem que o animal seja transportado dentro da caixa especial de madeira ou plástico e que compre uma passagem a mais, para que ele vá junto ao banco ao seu lado e não atrapalhe os outros passageiros.
No avião as especificações são as mesmas do ônibus, com exceção que animais de porte grande e gigante podem viajar, mas precisam também estar em caixas transportadoras do seu devido tamanho.

Cuidados para a Viagem

Muitos animais enjoam, passam mal durante a viagem e alguns cuidados básicos ajudam muito!
Na manha da viagem, dê um bom passeio com seu animal afim de cansá-lo. Depois não ofereça água e nem comida nas duas horas anteriores a viagem. Durante a viagem, um pouquinho só de água não fará mal algum.
Chá de camomila costuma ser um calmante natural, mas pouco eficiente. Consulte um médico veterinário para que ele receite um calmante, para que ele durma a viagem toda e não passe mal. Dar plasil para enjoo também evita vômitos e dores abdominais e náuseas.
Se a viagem for muito longa, dê uma parada após duas horas e meia para que ele faça suas necessidades.
Transporte-o preso no cinto de segurança ou na caixa transportadora, é mais seguro. Se for levá-lo solto, que vá no colo de alguém ou preso ao cinto!
Não deixe o animal ficar pulando de um lado para o outro, ele pode distrair o motorista e causar um grave acidente.

Escolha um hotel que aceite animais. Sempre ligue e se informe antes. Não chegue de surpresa no lugar com o bichinho, porque se não aceitá-lo, o que você fará? Evite transtornos!
Cães adoram viajar com a cabeça do lado de fora da janela, com as orelhas balançando ao vento. Cuidado! Primeiro, porque muito vento pode acarretar em uma dor de ouvido e segundo que numa distração pode bater em outro carro ou ele saltar pela janela e causar um acidente.

Não esqueça dos potes de comida e água habituais, do paninho que ele dorme ou a caminha e alguns brinquedinhos que ele está acostumado em casa. Quanto mais tornarmos o ambiente parecido com o da casa dele, mais tranquilo ele ficará e menos estresse emocional ocorrerá!

Não Vou Levá-lo na Viagem, Como Procedo?

Se você optar por não levar os animais de férias com você, precisa ter cuidados mais que especiais.
Se alguém da casa não for viajar, não esqueça de dar as recomendações sobre o bichinho, horário das refeições, se tem alguma consulta ao veterinário.
Se todos da casa forem viajar e não tiver como levá-lo, contrate alguém de confiança, um amigo, vizinho, familiar, que costume lidar com ele e que ele não vá estranhar. Depois certifique-se de deixar ração suficiente e dinheiro extra para um caso de emergência. Peça a pessoa que passeie com ele, pelo menos uma vez ao dia, afim de evitar o estresse. Quanto mais tempo toda família ficar fora, mais o cãozinho vai sentir falta e até se deprimir, se não tiver alguém que supra essa solidão.
Tem que ser uma pessoa de confiança e que goste de animais. Muitos casos de maus tratos são documentados por cuidadores.

Enfim muito cuidado! Boas férias e ótima diversão com ou sem os seus bichinhos. Afinal, eles são nossos melhores amigos até mesmo nas férias!



Gostou desse artigo? Dê seu voto!

(Nenhum voto ainda. Dê o primeiro voto!)

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente!
Loading...